O Juramento

O Manifesto de um Patriota.

  • Nascemos neste imenso país, colonizado por Europeus, povoado por milhões de indígenas que aos poucos foram dizimados. Eram povos pacíficos em sua maioria. Dominação e Miscigenação. Continuamos Pacíficos.
  • Ordenações Filipinas moldavam o arcabouço das leis de determinada época... a Colônia precisava de Ordem. Criminosos de Portugal eram degredados para a África, os reincidentes no continente Africano eram degredados para o Brasil, os que permanecessem em determinados crimes quando no Brasil... Pena Capital.
  • Adicionalmente, Holandeses, Alemães, Italianos, Poloneses, Japoneses, Ucranianos, Russos e uma infinidade de outros povos foram formando os alicerces desta maravilha que é o Brasil de hoje.
  • Senhores de Engenho, Coronéis, Generais, Fundos Monetários, Movimentos Populares, Interesses do Grande Irmão do Norte, não necessariamente nesta ordem, contribuíram para a construção deste “Estado Democrático de Direito”.
  • 1988, Constituição Cidadã, muitas garantias, muita escrita ... e ... infelizmente... pouco prática... ou melhor...pouca prática. Dezenas de emendas, um congresso que não legisla, não fiscaliza, um executivo que se aproxima de uma ditadura, compra votos dos Fracos do Parlamento, compra a Imprensa, financia a recuperação do ”Expoente Comunicativo da Nação” com dinheiro público... compra o povo com migalhas...um Judiciário que Decide... MAS NÃO É RESPEITADO.
  • Filhos por criar, empresas por administrar, crianças por ensinar, votos obrigatórios para referendar este Sistema. Um congresso CARO, uma parcela SUBMISSA, CORRUPTA, INFIÉL sem VALORES... sem PATRIOTISMO.
  • Eu, Luiz Antonio Iurkiewiecz, filho de Sebastião Iurkiewiecz e Érica Stein, Brasileiro, declaro GUERRA a este Sistema e aos MERCENÁRIOS do Parlamento e JURO, por DEUS, pela FAMÍLIA e pela BANDEIRA que lutarei até a MORTE, para erradicar essa vergonha do seio da PÁTRIA. Os MERCENÁRIOS precisam de LIMITES.
  1. Darei minha vida pelo movimento ... MUDA BRASIL.
  2. Organizarei o Movimento pela convocação da Assembléia Nacional Constituinte.
  3. Organizarei as Brigadas de Pressão aos Parlamentares.
  4. Organizarei a Ordem dos Cavaleiros da Bandeira.
  5. Quero ser um Constituinte.
  6. Quero um congresso compatível com a riqueza de meu povo.
  7. Quero as Forças Armadas Soberanas e Bem Equipadas “Si vis pacem para bellum”1


Brasil, 27 de Fevereiro de 2008.


1 Locução latina que quer dizer: “Se queres a paz, prepara-te para a guerra”. Foi escrita pelo autor romano Publius Flavius Vegetius Renatus. A locução é uma de muitas provenientes do seu livro "Epitoma rei Militaris", que foi provavelmente escrito no ano 390 D.C.